Portal Administrando | Gestão - RH - Motivação - Vendas - Inovação - Empreendedorismo

Motivos que levam os negócios brasileiros à falência

Por Elcio Fernando

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE, vários motivos determinam a insolvência/falência de uma empresa. Os motivos mais determinantes estão relacionados com a falta de controle financeiro e ausência de um plano de negócios. Números do SEBRAE, publicados no Boletim Fatores Condicionantes e Taxa de Mortalidade de Empresas no Brasil (2004), indicam que 49,9% das empresas encerraram as atividades com até dois (2) anos de existência; 56,4% com até três (3) anos e 59,9% com até quatro (4) anos.

gestão

O início de um negócio, sem conhecimentos sobre gestão empresarial, é uma característica comum aos empreendedores brasileiros, Para Malvezzi (1999) a atitude empreendedora representa para muitas pessoas uma alternativa frente a eliminação dos empregos formais causados pelos avanços tecnológicos e competição mundial. Na maioria dos casos, mesmo sem conhecimentos de processos de gestão e de todos os fatores determinantes para a abertura de um negócio, novas empresas surgem com foco em apenas um know-how central (normalmente produção de determinado produto ou serviço) e com pouquíssima informação sobre mercado. A ideia do empreendedorismo está centrada justamente na capacidade de encontrar uma oportunidade no mercado e criar meios – uma empresa – para persegui-la (DORNELAS, 2003). Para isso, é necessário que o empreendedor domine outras áreas determinantes dentro de uma atividade empresarial. Não basta dominar o conhecimento central acerca de um produto ou serviço, mas todas as funções que uma empresa necessita, tais como: gerenciamento financeiro e gerenciamento de marketing e elaboração de planejamento estratégico.

Quando um cidadão pretende empreender alguma atividade, várias ações de inteligência de marketing são necessárias, tais como estudo do potencial do mercado que pretende atingir, perfil do público-alvo, influências ambientais (influências políticas, econômicas, sociais, tecnológicas e culturais), diferenciais competitivos da sua empresa, análise dos concorrentes, cálculo de custos e capital de giro necessário, cálculo de preço e margem, encargos, e etc. Com estas informações em “mãos”, o empresário tem condições de desenvolver planejamento com as estratégias a serem realizadas no futuro, para atingir objetivos determinados. Toda empresa deve ter o mínimo de procedimentos e padronizações de processos que possam alavancar as idéias com intenção de prosperidade e crescimento.

Abaixo segue quadro com os 10 principais motivos de falências, indicados pelo SEBRAE.

  1. Usar dinheiro da empresa para pagar contas pessoais;
  2. Ausência de plano de negócios;
  3. Ausência de controle de custos;
  4. Inadimplência. Vender a prazo sem análise de crédito;
  5. Investir sem planejamento;
  6. Centralizar funções;
  7. Estabelecer metas sem avaliar capital de giro;
  8. Acumular déficits e dívidas;
  9. Errar no cálculo de preço;

10. Utilizar cheque especial para bancar gastos da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*