Portal Administrando | Gestão - RH - Motivação - Vendas - Inovação - Empreendedorismo

Como calcular o turnover (rotatividade)

Por Itala Melo

O indicador Turnover Global tenta captar a flutuação(entrada e saída) no quadro de pessoal (efetivo de empregados), tendo em vista o impacto potencialmente negativo de uma rotatividade não desejada ou planejada pela empresa.

É na realidade a média dos indicadores de entrada(admissão) e de saída (desligamento).

Pode ser facilmente calculado pela média da entrada e da saída pelo número de empregados no mês anterior.

Nº DE ADMISSÕES (NO MÊS ATUAL) + Nº DE DEMISSÕES (NO MÊS ATUAL)

2

________________________ x 100

Nº DE EMPREGADOS (MÊS ANTERIOR)

Por exemplo:

Digamos que estamos em agosto de 2006.

Em agosto tivemos 36 contratações (admissões) e 18 pessoas foram demitidas, sendo que em Julho o número de colaboradores(empregados) foi de 1432.

Calcule o turnover global no mês de agosto de 2006.

Resposta:

Nº DE ADMISSÕES (NO MÊS ATUAL) + Nº DE DEMISSÕES (NO MÊS ATUAL)

2

___________________ x 100 =

Nº DE EMPREGADOS (MÊS ANTERIOR)

 

 

36 + 18

2

_________________ x 100 =

1432

 

54

2

_________________ x 100 =

1432

 

27

________ x 100 =

1432

 

 

0,01885 x 100 =

 

1,88 %

 

valor aproximado = 1,9%

 

Leitura do indicador: o turnover no mês de agosto de 2006 foi de 1,9%, ou seja, pode ser considerado BAIXO, pois quanto mais perto de ZERO melhor e mais BAIXO será considerado o índice.

Se criássemos valores para o mês de setembro de 2006 em que o resultado chegasse, por exemplo a 14,9%, considera-se que em setembro teve MAIOR rotatividade que o mês de agosto.

 

 

Existe o turnover pó substituição, esse indicador retira entradas por AUMENTO DE QUADRO (vagas que não existiam no passado) ou por REDUÇÃO DE QUADRO(vagas que deixarão de existir).

Se uma determinada vaga foi criada em agosto – e se por essa razão um empregado foi contratado(admitido) , é possível compreender que não se trata de uma rotatividade (entrada de alguém para substituir um outro empregado desligado da empresa).

Da mesma forma que uma demissão, por exemplo, em função de uma vaga (posição ou cargo) extinta,não devemos contabilizar como ROTATIVIDADE, tendo em vista que tal desligamento não envolverá substituição.

Sendo assim, pode-se calcular o turnover global (indicador anterior) ou somente considerar a SUBSTITUIÇÃO de empregados.

 

Fórmula: é uma adaptação a fórmula anterior, retirando, as reduções e aumentos de quadro de pessoal.

Nº DE ADMISSÕES POR SUBSTITUIÇÃO (NO MÊS ATUAL) + Nº DE ADMISSÕES COM SUBSTITUIÇÃO (NO MÊS ATUAL)

2

_________________________________________ X 100

 

Nº DE EMPREGADOS (MÊS ANTERIOR)

 

 

EXEMPLO:

 

Considerando os dados do exemplo anterior…

 

Suponhamos que nas 36 contratações do mês de agosto tenhamos, na realidade, 30 entradas por substituição e 6 por aumento de quadro (vagas que não existiam no passado).

Suponhamos também que das 18 demissões, 3 tenham sido em um setor que passará a ter 3 vagas a menos (onde pessoas não serão substituídas)

COMO CALCULAR O TURNOVER?

Nº DE ADMISSÕES POR SUBSTITUIÇÃO (NO MÊS ATUAL) + Nº DE ADMISSÕES COM SUBSTITUIÇÃO (NO MÊS ATUAL)

2

_________________________ X 100

 

Nº DE EMPREGADOS (MÊS ANTERIOR)

 

 

(36 – 6) + (18 – 3)

2

______________________ x 100 =

1432

30 + 15

2

___________________ x 100 =

1432

 

45

2

_________________ x 100 =

1432

 

22,5

_____________ x 100 =

1432

 

 

0,0157 x 100 =

 

1,57 %

 

valor aproximando = 1,6 %

 

 

 

DICA!

 

O melhor gráfico a ser utilizado é o de colunas.

O profissional pode calcular os dois índices de modo a permitir a visualização sobre os aumentos e as reduções de quadro.

 

Segundo Rugenia Pomi, o alto TURNOVER é “sinônimo de perda de produtividade, de lucratividade e de saúde organizacional. Impacta na motivação das pessoas, no comprometimento, que acaba gerando ainda mais absenteísmo, mais rotatividade, interferindo na credibilidade junto aos clientes”.

 

Segundo ela, ” a gestão da ROTATIVIDADE é fundamental para todas as empresa, que atuam em um cenário cada vez mais competitivo e exigente. A rotatividade faz parte da vida e do mundo dos negócios. Pessoas vêm e vão, num movimento natural de mudança, de oxigenação e de transformação das empresa. As pessoas são os ativos essenciais e os diferenciadores de qualquer negócio, portanto devem ser geridas, assim como devem ser geridos todos os demais ativos”.

 

A PERDA DE PESSOAS SIGNIFICA PERDA DE CONHECIMENTO, DE CAPITAL INTELECTUAL, DE INTELIGÊNCIA, DE ENTENDIMENTO E DE DOMÍNIO DOS PROCESSOS, PERDA DE CONEXÕES COM OS CLIENTES, DE MERCADO E DE NEGÓCIOS.

Fonte: Um Toque de Motivacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*